Pesquisar
ESPECIAL PUBLICITÁRIO

NÃO É NÃO! Se precisar, Chame!

Foto: Marley Lima/ SupCom ALE-RR
Secretaria Especial da Mulher alerta público feminino sobre importunação no carnaval

Compartilhe:

No período de festividades antes e durante o carnaval, época em que as pessoas se vestem mais à vontade para aproveitar os blocos de rua e outros eventos, as mulheres são as maiores vítimas de importunação sexual. Na maioria das vezes, elas são até culpabilizadas pelo modo como estão vestidas.

Conforme um levantamento feito recentemente pelo Instituto Locomotiva, sete de cada dez mulheres sentem medo de sofrer algum tipo de assédio em festas do gênero. Além disso, 60% das entrevistadas afirmam que o carnaval está mais arriscado para elas.

Ir a festas acompanhadas de amigos ou familiares está entre os cuidados que as mulheres devem ter para tentar evitar esse tipo de situação, aponta Marcilene Melo, servidora do Centro Humanitário de Apoio à Mulher (Chame), ligado à Secretaria Especial da Mulher (Sem) do Poder Legislativo.

 

Marley Lima/ SupCom ALE-RRA servidora do Chame, Marcilene Melo, fala da importância de uma rede de proteção

“A mulher precisa procurar amigos de sua inteira confiança para ajudá-la, caso precise. Se ela for beber, que tenha cuidado com o seu copo para não deixar que alguém coloque algo em sua bebida. Caso ela perceba qualquer tipo de importunação sexual, que imediatamente chame algum amigo ou familiar. Caso esteja sozinha, que acione a Polícia Militar, que sempre está em pontos diferentes nos eventos”, frisou.

Melo também destaca a importância de a população estar atenta em reconhecer comportamentos que sinalizam um pedido de ajuda.

“Que essas pessoas tenham o intuito de ajudar, porque aquela mulher que vai desacompanhada, está vulnerável. Nem todo mundo tem um companheiro ou amiga para ir a um bloco de carnaval, mas quer se divertir. Outra dica é: se for pegar um transporte por aplicativo, que também compartilhe a sua localização com um conhecido ou familiar. O importante é ter empatia pelo próximo”, disse.

O Chame acolhe mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, com atendimentos psicológicos, jurídicos e de orientação, de segunda a sexta-feira. Na capital, funciona no prédio da Secretaria Especial da Mulher, na Avenida Santos Dumont, 1470, Aparecida.

Reprodução campanha publicitária/ SupCom ALE-RRÓrgão atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e dispõe da ferramenta ZapChame, que funciona 24h

Em Rorainópolis, funciona na BR-174, próximo à rodoviária, também de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h (sem intervalo para o almoço). Há também o ZapChame no número (95) 98402-0502, 24 horas por dia, incluindo fins de semana e feriados.

 

Servir e proteger

De acordo com o tenente-coronel PM Marcelo Rocha, do Comando de Policiamento da Capital (CPC), este ano, mais de cem agentes serão colocados à disposição do Estado para garantir a paz e harmonia entre os foliões, além da segurança nas ruas contra quaisquer eventuais crimes.

 

Marley Lima/ SupCom ALE-RR“Vamos apoiar as prefeituras, que organizam os eventos, porque é nossa missão fazer a segurança da população”, informou o comandante do CPC, tenente-coronel Rocha

Entre as dicas de segurança, segundo o tenente-coronel, estão: evitar levar dinheiro físico e toda a documentação pessoal em bolsas; não usar joias e celular em locais de grande aglomeração, onde, geralmente, ocorrem furtos, e, principalmente, não dirigir se for ingerir bebida alcoólica.

“A PM trabalha com a Guarda Municipal e Detran para poder inibir que pessoas dirijam alcoolizadas e aconteçam acidentes de trânsito. A gente sabe que o carnaval é um período muito complicado, por isso, vamos apoiá-los em blitzes também”, concluiu Rocha.

 

Texto: Suzanne Oliveira

SupCom ALE-RR

Leia também:

Agricultores aprendem a fazer pães e pizzas à base da farinha de batata doce produzida na região | ASN Roraima

Postado em 22 de julho de 2024

A Voz do Brasil chega aos 89 anos — Agência Gov

Postado em 22 de julho de 2024

Empreendedores aprendem sobre inteligência emocional e alta performance em seminário de neurociência | ASN Roraima

Postado em 22 de julho de 2024

Lei institui 17 de setembro como Dia de Conscientização sobre Distrofia Muscular – Notícias

Postado em 22 de julho de 2024