UM MÊS DE AULAS

Mais de cinco mil alunos concluem cursos EAD da Escolegis

Muitos se inscreveram em mais de um curso para aprimorar conhecimentos
Foto: Tiago Orihuela
A dona de casa Lidiane Termineli dos Santos, 27 anos, é aluna antiga da Escolegis nos cursos EaD

Compartilhe:

Por Marilena Freitas

Na segunda-feira (21), encerram-se as aulas de sete cursos na modalidade EAD (Educação a Distância) que foram ofertados pela Escolegis (Escola do Legislativo). No total, 5.028 alunos estão se qualificando para ingressar no mercado de trabalho ou para aprimorar conhecimentos. As aulas iniciaram em 21 de fevereiro.

A dona de casa Lidiane Termineli dos Santos, 27 anos, é uma das alunas desta turma. Ela já fez vários cursos na Escolegis e desta vez se inscreveu em três deles: Inglês Básico, Gestão de Equipes e Teoria da Constituição, Organização do Estado e Direitos Fundamentais.

“Sou formada em recursos humanos, mas estou desempregada, em busca de um trabalho. Resolvi fazer o máximo de cursos para melhorar o meu currículo e aprender mais, pois conhecer um pouco de cada coisa é muito bom. No de Teoria da Constituição, estou aprendendo coisas novas e relembrando o que já estudei”, disse.

Todos os cursos ofertados pela instituição têm 20 e 40 horas e estão relacionados com a demanda da população. Neste período, estão sendo ministrados os cursos de Elaboração de edital para compras públicas; Inglês Básico; Libras Básico; Gestão de Equipes; Marketing Político; Assistente Administrativo e Teoria da Constituição, Organização do Estado e Direitos Fundamentais.

A dona de casa Dayanne Patrícia Rodrigues Silva, 31 anos, também decidiu fazer três deles: Inglês Básico; Assistente Administrativo e Teoria da Constituição, Organização do Estado e Direitos Fundamentais.

“Desses três, estou gostando muito do de assistente administrativo, pois estou aprimorando meus conhecimentos, aprendendo como me portar junto à equipe e ocupando minha mente e meu tempo. Sou formada em ciências contábeis, mas no momento estou desempregada”, contou.

Ela destacou ainda que escolheu o curso de Teoria da Constituição porque é um assunto que cai muito em concursos públicos. “Como vou fazer o da Polícia Civil, já iniciei os estudos. Os professores são ótimos e explicam bem as aulas, tiram dúvidas e são bem participativos”, contou.

Texto: Marilena Freitas
Foto: Tiago Orihuela
SupCom ALE-RR | 16.03.2022

Leia também:

Livro sobre Boinas Azuis da ONU será lançado no STJ

Postado em 31 de dezembro de 1969

Assembleia Legislativa aprova leis em favor da saúde mental da população roraimense

Postado em 3 de janeiro de 2022

Assembleia Legislativa continua a serviço da população durante recesso parlamentar

Postado em 3 de janeiro de 2022

Centro de Convivência da Juventude da Assembleia Legislativa retoma atividades

Postado em 4 de janeiro de 2022