BALANÇO 2023 Centro de Apoio aos Municípios fortalece associativismo e ordenamento urbano no Estado | ALE-RR

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

O Centro de Apoio aos Municípios (CAM), da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), encerrou o ano de 2023 com duas áreas prioritárias: o associativismo e o assessoramento dos executivos e legislativos municipais no ordenamento urbano e capacitação técnica.

Associativismo

O CAM ajudou na regularização de associações e entidades sem fins lucrativos. Os municípios de Cantá e Bonfim foram os principais contemplados, considerando a proximidade com a capital e a alta concentração de associações.

De acordo com a diretora do órgão, Alessandra Rios, Roraima tem um grande número de associações inaptas, devido à falta de envio de obrigações acessórias.

Iniciamos esse processo fazendo levantamento das associações junto ao Cartório e Junta Comercial do Estado e descobrimos que a grande maioria delas é irregular. Então, começamos esse processo de ajudá-las, proporcionamos capacitações, treinamentos. Fomos até o local das associações, ajudamos muitas vezes a realizar eleições, prestação de contas. Este foi o trabalho que fizemos; não é simples nem rápido”, explicou a diretora sobre o trabalho que ajudou a regularizar cerca de 15 entidades.

Assessoramento técnico contínuo

O CAM não se limitou apenas à regularização; Rios ressaltou que o trabalho nas áreas de planejamento estratégico, capacitação e assessoramento técnico aos municípios também foi intensificado no período.

Embora não tenhamos ido presencialmente a Pacaraima, por exemplo, eles estiveram aqui conosco, com o vice-prefeito Simão Peixoto e dois secretários dele, de educação e saúde, para fazer uma readequação do déficit de arrecadação do Estado”, disse.

O ano de 2023 ainda foi marcado pela entrega do último plano diretor municipal, contribuindo para o ordenamento urbano e o desenvolvimento sustentável.

Entregamos o plano diretor ao último município, Uiramutã. Os demais foram realizados ao longo de 2022, onde a grande maioria deles ainda não se transformou em lei. Mas nós temos Pacaraima, Cantá, São João da Baliza, Rorainópolis e Iracema, que já são leis. Os demais ainda estão no planejamento, passando por readaptações”, afirmou a diretora.

Os planos diretores estabelecem diretrizes para o uso e ocupação do solo, o transporte, o saneamento básico e outros aspectos do desenvolvimento urbano.

Regularização fundiária

Para 2024, o órgão mantém apoio ao associativismo e tem como principal prioridade a regularização fundiária das terras municipais.

Finalizamos o ano de 2023 assinando os termos de cooperação técnica entre a Assembleia Legislativa, por meio do programa CAM, e todos os municípios na regularização fundiária das terras, exceto Boa Vista”, adiantou a diretora, sobre o processo que garante a segurança jurídica aos proprietários de imóveis e facilita o acesso ao crédito e a outros benefícios.

Atendimento

O atendimento ao público do Centro de Apoio aos Municípios ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 18h, na Rua Surumu, nº 1719, bairro São Vicente, em Boa Vista. O contato também pode ser feito pelo número (95) 98402-2617.

Texto: Suellen Gurgel

Fotos: Alfredo Maia / Eduardo Andrade / Jader Souza

SupCom ALE-RR

Fonte: ALE-RR | Assembleia Legislativa de Roraima – Leia mais

PUBLICIDADE

Leia também:

Governo inaugura vicinal que atenderá comunidades indígenas de Normandia – GOVERNO DE RORAIMA

Postado em 4 de março de 2024

Desenvolve Roraima e Sebrae/RR avançam no planejamento estratégico durante visita consultiva | ASN Roraima

Postado em 4 de março de 2024

Concurso Nacional Unificado tem quase 10 mil indígenas inscritos

Postado em 4 de março de 2024

FISCALIZAÇÃO Procon Assembleia monitora aplicação da lei que garante meia-entrada a agentes de segurança pública | ALE-RR

Postado em 4 de março de 2024