INSCRIÇÕES

Abertas as inscrições da Olimpíada Brasileira do Oceano

Interessados devem escolher entre as três modalidades e quatro temas da edição 2022; 45 estudantes serão premiados com bolsas de iniciação científica júnior do CNPq/MCTI
Foto: MCTI
A competição é organizada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), por meio do Programa Ciência no Mar, e pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), por meio do Maré de Ciência.

Compartilhe:

Por Governo Federal

Estão abertas as inscrições para a edição 2022 da Olimpíada Brasileira do Oceano (O2). Os interessados têm até o dia 9 de setembro para optar por uma das três modalidades disponíveis: Conhecimento, Projeto Socioambiental e Produção artística, cultural e/ou tecnológica. Serão quatro temas: Mulheres na ciência; Pesca e aquicultura artesanal; Mudança do clima; e Bicentenário da Independência.  As modalidades estão abertas a toda a sociedade e idades.

A competição é organizada pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), pelo Programa Ciência no Mar, e pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), por meio da Maré de Ciência. A iniciativa conta com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e com colaboração da UNESCO e Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar.

A O2 é um projeto educacional, envolvendo o ensino formal e não-formal de todo o país, para a promoção da cultura oceânica, ou seja, a compreensão do papel do oceano na nossa vida e da influência de nossas ações no oceano.  A iniciativa contribui com o esforço realizado no Brasil para a Década Ciência Oceânica, que se estende até 2030.

Novidade

Em 2022, 45 estudantes de escolas públicas que participarem da modalidade Conhecimento, e obtiverem as maiores notas nas provas, serão premiado(a)s com bolsas de Iniciação Científica Júnior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico(CNPq/MCTI).  Além da nota, os critérios de seleção dos bolsistas envolvem a distribuição equilibrada entre as cinco regiões do país e a proporção de 60% para meninas.

Os estudantes premiados com as Bolsas de Iniciação Científica, assim como aqueles trabalhos das modalidades Projeto socioambiental e Produção artística, cultural e/ou tecnológica que se destacarem, terão seus nomes e projetos publicados no site oficial da Década da Ciência Oceânica – Brasil.

Saiba mais

A Olimpíada Brasileira do Oceano trabalha conceitos científicos, atividades pedagógicas e realidades locais de forma proativa, inovadora, inter e transdisciplinar. Ao estimular e ampliar a visibilidade de práticas pedagógicas e ações socioambientais de Norte a Sul e de Leste a Oeste do país, a O2 é uma oportunidade de aprendizado colaborativo e de transformação positiva da educação brasileira.

A competição também é um convite ao desenvolvimento e amplo compartilhamento de ações que envolvam educação, ciência e cidadania para o desenvolvimento sustentável. A primeira edição, realizada em 2021, contou com a participação de mais de 3,3 mil estudantes e cidadãos de 17 Unidades da Federação. Houve engajamento, promoção do conhecimento e projetos com produções de qualidade sobre a cultura oceânica.

Acesse o site Maré de Ciência neste link, leia o edital e faça sua inscrição.

Acesse este link e conheça mais sobre as ações da Década do Oceano.

Com informações do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.

Leia também:

Livro sobre Boinas Azuis da ONU será lançado no STJ

Postado em 31 de dezembro de 1969

Assembleia Legislativa aprova leis em favor da saúde mental da população roraimense

Postado em 3 de janeiro de 2022

Assembleia Legislativa continua a serviço da população durante recesso parlamentar

Postado em 3 de janeiro de 2022

Centro de Convivência da Juventude da Assembleia Legislativa retoma atividades

Postado em 4 de janeiro de 2022