À SEGAD ALE-RR aprova pedido de informação sobre efetivo de policiais penais | ALE-RR

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

O Plenário da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) aprovou, durante a sessão ordinária desta terça-feira (19), o Pedido de Informação nº 3/2024, que solicita à Secretaria de Estado da Gestão Estratégica e Administração (Segad), na pessoa do seu titular, no prazo de 15 dias, informações sobre o efetivo de policiais penais do Estado.

De autoria do deputado Marcinho Belota (PRTB), o pedido apresenta os seguintes questionamentos: a) qual o número de policiais penais em atividade no Estado? b) qual o número de policiais penais em licença para tratamento de saúde? c) qual o número de policiais penais em licença para tratamento específico de saúde mental?

A iniciativa visa mapear a situação atual dos policiais penais, buscando identificar possíveis necessidades e auxiliar na tomada de decisões para garantir a segurança dos presídios e a qualidade do serviço penitenciário.

Moções

Simbolicamente, também foram aprovadas moções, que são proposições pelas quais a Assembleia Legislativa se manifesta sobre determinado assunto, seja apelando, aplaudindo ou protestando.

A Moção de Pesar nº 07/2024, proposta pelo deputado Dr. Meton (MDB), presta solidariedade à família e amigos pelo falecimento do senhor Sebastião Vieira Silva, conhecido como “Bastiãozinho”, ocorrido em 12 de março.

“Residente no município de Cantá e muito querido pelos munícipes, era conhecido por seu sorriso contagiante e presença sempre calorosa e inconfundível. Em meu nome e da minha equipe, expressamos nosso profundo pesar pelo falecimento desse chefe de família dedicado, esposo, pai e avô exemplar”, destacou Dr. Meton em trecho do documento.

Já a Moção de Pesar nº 08/2024, de autoria de Jorge Everton (União Brasil), lamenta o falecimento, em 16 de março, da senhora Salete de Mendonça Lopes Brasileiro, de 80 anos, que atuou como professora durante toda a sua vida profissional e procuradora do Estado de Alagoas.

Também proposta por Jorge Everton, a Moção de Repúdio nº 06/2024 condena o indiciamento de 40 agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e de policiais militares que atuaram em uma operação de combate à organização criminosa responsável pelo crime de “Domínio de Cidades” em Varginha, Minas Gerais, em 31 de outubro de 2021.

“Quer dizer que esses coitados foram surpreendidos pela polícia? Quer dizer que é para a polícia levar tiro, morrer, é para a família ser sequestrada, agências bancárias serem explodidas, para somente depois a polícia poder agir? Então fica a minha moção de repúdio. Peço aos colegas a aprovação, porque a meu ver foi um ato heroico promovido por essas instituições policiais”, justificou Everton durante a votação.

Texto: Suellen Gurgel

Fotos: Marley Lima

SupCom ALE-RR

Fonte: ALE-RR | Assembleia Legislativa de Roraima – Leia mais

Leia também:

Livro sobre Boinas Azuis da ONU será lançado no STJ

Postado em 31 de dezembro de 1969

Assembleia Legislativa aprova leis em favor da saúde mental da população roraimense

Postado em 3 de janeiro de 2022

Assembleia Legislativa continua a serviço da população durante recesso parlamentar

Postado em 3 de janeiro de 2022

Centro de Convivência da Juventude da Assembleia Legislativa retoma atividades

Postado em 4 de janeiro de 2022