TRANSFORMAÇÃO ECONÔMICA | Governo de Roraima fomenta produção rural do Estado com grandes investimentos

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

 

Uma das principais vocações econômicas de Roraima é a agricultura. E para fomentar o segmento, o Governo do Estado realizou, durante o ano de 2023, uma série de investimentos em várias frentes, que atendeu mais de 6 mil produtores rurais e fortaleceu culturas já existentes ou em desenvolvimento, como o plantio de milho, mandioca, banana, entre outros. 

Foram cerca de R$ 40 milhões revertidos na aquisição de insumos agrícolas, aquisição de máquinas, equipamentos e compras institucionais da produção, como caminhões e maquinários agrícolas. O volume de investimentos inclui emendas parlamentares federais.

Esses itens foram utilizados em ações de fomento da produção rural, como o Projeto de Grãos, que atingiu a marca de mais de 6 mil hectares somente em 2023, abrangendo a agricultura familiar e indígena.

O governador Antonio Denarium explicou que, como grande vocação econômica de Roraima, o setor é estimulado de forma a garantir emprego, renda e comida na mesa dos cidadãos, beneficiando produtores rurais e a população em geral.

“Todo esse investimento potencializa ainda mais a agricultura mecanizada e as organizações de produtores rurais, favorecendo a produção e o escoamento dos produtos produzidos, garantindo maior qualidade do campo à mesa. E o mais importante: promove o melhor aproveitamento de área, retardando maior pressão sobre o meio ambiente com abertura de novas áreas e a possibilidade de cultivos em sistemas integrados de produção com atividades agrícolas, pecuária e madeireiras. Isso é compromisso com o desenvolvimento sustentável de Roraima”, avaliou.

FAMILIAR E INDÍGENA

Na agricultura familiar, o Governo de Roraima tem promovido trabalho, renda e segurança alimentar efetivando vários projetos, também conectados com associações e cooperativas. 

Em 2023, com o Projeto de Grãos, a área plantada registrou 6.777 hectares, estimando uma produção de 43,203 toneladas, representando 106,25 sacas por hectare, mais do que dobrando o período anterior. Isso inclui, por exemplo, o cultivo do milho e do feijão-caupi.

Além disso, segmentando o desenvolvimento sustentável, o Governo e o Basa (Banco da Amazônia S/A) firmaram parceria para facilitar acesso ao Crédito Rural com investimento de R$ 455 milhões, que estão oportunizando mais aplicações em infraestrutura primária.

O Plano Safra da Agricultura Familiar 2023/24 também destinou R$ 134 milhões para fortalecer os pequenos produtores locais. Estas parcerias são consideradas importantes para o progresso social, considerando que um relatório divulgado pela CGU (Controladoria Geral da União) de 2020 que aponta que a modalidade de produção familiar representa 90% da economia dos municípios brasileiros.

Ainda no setor produtivo rural do Estado, a entrega de mais de 400 kits de pesca, que inclui barco de alumínio, motor rabeta e um kit de malhadeira e caixas térmicas, para ribeirinhos e pescadores, fomentou a aquicultura nos rios de Roraima. A Sepi (Secretaria dos Povos Indígenas), entregou ainda 90 mil alevinos para comunidades indígenas da capital e do interior. Antes também foram atendidas 117 comunidades em seis municípios, com expectativa de alcançar mais de 2 mil famílias que vivem em 200 localidades.

 

AGRONEGÓCIO E INVESTIMENTOS

Para garantir o crescimento do agronegócio em terras roraimenses, o Governo do Estado garantiu o desenvolvimento do Estado por meio da segurança e governança fundiária e ambiental do Zoneamento Ecológico-Econômico, já em implementação, além de estimular a abertura de novos mercados fronteiriços, garantir disponibilidade de créditos junto a entidades bancárias parceiras, da isenção fiscal e tributária e demais políticas públicas.

Como ressaltado pelo secretário da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), Márcio Grangeiro, no geral, o resultado do trabalho voltado ao eixo é extremamente positivo, uma vez que, com a ampliação de áreas de produção e da capacidade de armazenamento privado e a abertura de novas plantas agroindustriais, se tem o favorecimento à geração de emprego e renda, dando oportunidade a todos no campo e nas cidades.

“A política pública do eixo de desenvolvimento rural sustentável do Estado é pensada dentro da Seadi em parcerias com demais pastas a ela vinculadas. Isso dá mais garantias e segurança aos investidores, além da articulação institucional com entidades afins”, complementou.

Vale ressaltar que os trabalhos para atração de negócios também incluem a modernização do Distrito Industrial Governador Aquilino Mota Duarte, em Boa Vista. Com recursos oriundos de convênios federais e recursos próprios, houve investimento de R$ 25 milhões nos trabalhos de revitalização.

Ainda sobre o Distrito Industrial, outra medida tomada, visando favorecer as empresas instaladas e as que estão em processo de instalação na área foi o arrendamento de lotes, por meio de licitação e leilões públicos. Com isso, em breve, essas empresas estarão produzindo e gerando emprego e renda, além de diversidade de produtos e serviços.

Expoferr Show 2023: Feira garantiu mais de R$ 700 milhões em volume de negócios

Maior evento voltado ao agronegócio e à atração de negócios, a 42ª edição da Expoferr Show (Exposição-Feira Agropecuária de Roraima) foi um verdadeiro sucesso de público e volume de negócios.

Em números gerais, a feira teve público recorde de 505 mil pessoas durante os cinco dias de evento. Ainda no período, obteve-se mais de R$ 700 milhões entre negócios realizados e prospectados durante a programação, com mais de 150 empresas expositoras e prestadoras de serviços e mais de 1.000 animais expostos para vendas diretas e leilões.

A pluralidade de atrações foi um grande diferencial. Além das atrações musicais locais e nacionais, o público presente também prestigiou mostras do artesanato indígena, da produção da agricultura familiar, da rota do agro e da vitrine tecnológica. E para 2024, vem muito mais por aí!

“Para 2024, temos inúmeras ações visando dar continuidade ao trabalho que já vem sendo desenvolvido, fortalecendo ainda mais o setor produtivo, buscando implementar tecnologias como a irrigação e o cultivo protegido, mais investimentos no setor e melhor preparo da área, maior verticalização e melhoria do escoamento da produção agropecuária do Estado. Com o aumento do PIB [produto interno bruto], da geração de emprego, renda, sustentabilidade ambiental e a longevidade dos negócios, vamos garantir alimentação saudável e qualidade de vida nas cidades de Roraima”, destacou o secretário de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação, Márcio Grangeiro.

 


De Governo de Roraima / SECOM – Acesse a matéria completa – aqui.

PUBLICIDADE

Leia também:

Governo inaugura vicinal que atenderá comunidades indígenas de Normandia – GOVERNO DE RORAIMA

Postado em 4 de março de 2024

Desenvolve Roraima e Sebrae/RR avançam no planejamento estratégico durante visita consultiva | ASN Roraima

Postado em 4 de março de 2024

Concurso Nacional Unificado tem quase 10 mil indígenas inscritos

Postado em 4 de março de 2024

FISCALIZAÇÃO Procon Assembleia monitora aplicação da lei que garante meia-entrada a agentes de segurança pública | ALE-RR

Postado em 4 de março de 2024