Panorama do empreendedorismo feminino em Roraima destaca cenário onde as mulheres estão conquistando espaço | ASN Roraima

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

O empreendedorismo feminino em Roraima, conforme revelado pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – PNAD Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, referente ao 4º trimestre de 2023, destaca que as mulheres estão conquistando seu espaço no mundo dos negócios, embora ainda enfrentem desafios.

Para dar notoriedade sobre a relevância do papel da mulher que empreende, especificamente em Roraima, o Sebrae/RR, por meio da Coordenação de Inteligência de Dados, analisou os dados da PNAD, dando ênfase ao panorama e perfil das empreendedoras do Estado.

Dos empreendedores no estado, 28,32% são mulheres, totalizando 22.127, enquanto os homens representam a maioria, com 71,68%. Notavelmente, a grande maioria das empreendedoras, ou seja, 92,33%, trabalha por conta própria, refletindo uma tendência de autonomia e independência na busca por oportunidades econômicas.

Quanto aos rendimentos, apenas uma pequena parcela, correspondente a 3,45%, das empreendedoras alcança uma remuneração mensal acima de 5 salários-mínimos, enquanto a maioria, 57,81%, ganha até 1 salário-mínimo.

Esse panorama indica desafios significativos em termos de equidade salarial e inclusão econômica para as mulheres empreendedoras em Roraima. É possível notar que cerca de 23,55% das empreendedoras fazem contribuição para Previdência, indicando uma preocupação com a segurança financeira a longo prazo. No entanto, é importante aumentar esse número para garantir uma cobertura previdenciária mais abrangente para as mulheres empreendedoras.

Quanto à carga de trabalho, 39,43% das empreendedoras têm uma carga semanal entre 40 e 45 horas, o que evidencia o comprometimento e a dedicação das mulheres no gerenciamento de seus negócios. Porém, é necessário garantir que essa carga seja sustentável e não comprometa a qualidade de vida e o bem-estar das empreendedoras.

No que diz respeito aos setores de atuação, observa-se que 48,77% das empreendedoras atuam no setor de serviços, seguido pelo setor do comércio. O setor da construção tem uma participação muito baixa, representando apenas 0,26% do total de mulheres donas de negócio nesse segmento. Isso pode indicar oportunidades de expansão e diversificação para as empreendedoras interessadas nessa área.

Em resumo, o panorama do empreendedorismo feminino em Roraima mostra avanços significativos, mas também desafios persistentes em termos de igualdade de gênero e inclusão econômica. É crucial implementar políticas e programas que apoiem e fortaleçam as mulheres empreendedoras, promovendo um ambiente de negócios mais inclusivo e equitativo em todo o estado.

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Roraima desempenha um papel crucial no apoio e promoção do empreendedorismo feminino na região. Reconhecendo as oportunidades e desafios enfrentados pelas mulheres empreendedoras, o SEBRAE/RR implementa iniciativas voltadas para o empoderamento e capacitação das empreendedoras locais, citou o Coordenador de Inteligência de Dados do Sebrae/RR, Eckner Oliveira.

É importante ressaltar que a pesquisa mencionada traz dados abrangentes sobre empreendedores, contemplando tanto os formais quanto os informais. Isso significa que a análise engloba indivíduos envolvidos em atividades empreendedoras, independentemente do registro legal de seus negócios.

Quanto à metodologia, a pesquisa é conduzida por meio de uma amostra de domicílios, o que permite garantir a representatividade dos resultados em relação aos diferentes níveis geográficos nos quais é realizada. Planejada com uma periodicidade de coleta trimestral, a pesquisa abrange um período de três meses para a coleta da amostra total de domicílios, proporcionando uma visão detalhada e atualizada do panorama do empreendedorismo na região.

Confira abaixo o panorama no “Empreende Dados – Empreendedorismo Feminino, Edição especial”.

Lei a notícia completa na Agência Sebrae de Notícias – Clique Aqui!

Leia também:

Livro sobre Boinas Azuis da ONU será lançado no STJ

Postado em 31 de dezembro de 1969

Assembleia Legislativa aprova leis em favor da saúde mental da população roraimense

Postado em 3 de janeiro de 2022

Assembleia Legislativa continua a serviço da população durante recesso parlamentar

Postado em 3 de janeiro de 2022

Centro de Convivência da Juventude da Assembleia Legislativa retoma atividades

Postado em 4 de janeiro de 2022