NOVEMBRO AZUL Servidores da Assembleia Legislativa participam de atividades sobre saúde e autocuidado | ALE-RR

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

Homens de várias idades participaram na manhã desta quinta-feira (30), no Plenário Valério Caldas de Magalhães, da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), do encerramento da campanha Novembro Azul – cuidados e prevenção da saúde do homem, promovido pelo Núcleo de Saúde da Casa e Superintendência de Gestão de Pessoas.

Os participantes, em especial os servidores do Poder Legislativo e convidados, assistiram à palestra “Novembro Azul: Saúde do Homem”, proferida pelo médico Kimã Meira, pós-graduado em psiquiatria. Ele abordou os cuidados com a saúde no modo geral, pois a incidência maior nos homens refere-se a problemas cardíacos e câncer de próstata.

“É um chamamento para que os homens possam cuidar mais da saúde. Estudos mostram que homens não buscam tanto atendimento como as mulheres, eles morrem mais, adoecem mais e o Novembro Azul não é para falar só sobre o câncer de próstata, mas da saúde de forma integral”, contou Meira.

No primeiro momento, o médico mostrou figuras apontadas pelos homens como a identificação masculina: a preocupação com a barba, beber, esportes, entre outros, mas a saúde não está entre as prioridades.

“O homem se expõe mais a riscos e não vê que o cuidado com a saúde é importante e pensam que é só coisa para mulher ou crianças, que eles têm que trabalhar e têm outros comportamentos que podem gerar outras doenças”, complementou Meira, ao ressaltar que o Sistema Único de Saúde (SUS) está à disposição para tratamento e prevenção.

Aos 24 anos, o auxiliar de almoxarifado Felipe Richard se antecipou em buscar informações. Para ele, é necessário desde cedo conhecer as formas de tratamento e de prevenção para o futuro e auxiliar os mais “experientes”. “Saber como é esse mundo, pois mais novo a gente tende a ser um pouco mais ‘ignorante’, e foi bom ter vindo para auxiliar os mais velhos, dar aquela conscientizada e aprender mais”, disse.

 

 

As idas ao médico e a preocupação com a saúde são rotina para o diretor do Programa Fiscaliza, Rhomer Lima, de 64 anos. “Há bastante tempo eu faço isso porque é uma necessidade, faço anualmente uma checagem, PSA para fazer o controle da saúde, porque vemos pessoas que perdem a vida por não terem se cuidado”, contou.

O Núcleo de Saúde da Assembleia Legislativa está à disposição dos servidores de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, com agendamentos, consultas e acompanhamento a hipertensos e diabéticos. Os trabalhos se estendem com a elaboração de encontros sazonais, como Setembro Amarelo – Saúde Mental, Outubro Rosa – Saúde da Mulher e Novembro Azul – Saúde do Homem.

“Nós temos essa preocupação de ter o método preventivo, a gente trabalha muito com prevenção e às vezes as pessoas passam a sentir algo e não sabem, e quando assistem a essas palestras, elas têm uma ideia e vão ao médico”, explicou a diretora do Núcleo de Saúde, Elissandra Silva. Segundo ela, as mulheres são as que mais procuram atendimento.

Texto: Yasmin Guedes

Foto: Nonato Sousa / Alfredo Maia

SupCom ALERR

Fonte: ALE-RR | Assembleia Legislativa de Roraima – Leia mais

Leia também:

Exército apura arsenal em apartamento incendiado em Campinas

Postado em 27 de fevereiro de 2024

AÇÃO FISCALIZATÓRIA Comissão de Saúde da ALE-RR discute necessidade médica em Hospital Geral de Roraima | ALE-RR

Postado em 26 de fevereiro de 2024

Caer realiza mutirão para revisão das faturas de água   – GOVERNO DE RORAIMA

Postado em 26 de fevereiro de 2024

MDHC apresenta a ministérios, na Casa Civil, eixos que comporão o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa — Agência Gov

Postado em 26 de fevereiro de 2024