QUEBRA DE INTERSTÍCIO

Mais de 220 militares terão promoções antecipadas após indicação de Soldado Sampaio

Decreto autorizando redução de tempo para policiais serem promovidos foi assinado durante nomeação da coronel Valdeane Alves, primeira mulher subcomandante-geral da PMRR
Foto: Eduardo Andrade / Márcio Magalhães

Compartilhe:

Por SupCom/ ALE-RR

Mais de 220 policiais militares terão a promoção antecipada após a redução de interstício, fruto de indicação do presidente da Assembleia Legislativa (ALE-RR), deputado Soldado Sampaio (Republicanos). A assinatura do decreto aconteceu na noite desta terça-feira (15), durante nomeação da coronel Valdeane Alves de Oliveira como subcomandante-geral da Polícia Militar de Roraima (PMRR). A oficial é a primeira mulher a assumir o cargo.

Para Sampaio, essa medida demonstra a política de valorização dos militares estaduais protagonizada pela atual gestão, tanto do Legislativo quanto do Executivo.

“O governador assinou a redução do interstício dos policiais militares, em que antecipa em alguns casos, em até um ano, as ascensões, que vão ocorrer agora em 21 de abril, que é o dia do patrono da Polícia Militar. Essa é mais uma demonstração do Governo do Estado, atendendo nosso pedido, de valorização dos nossos policiais”, disse o presidente da ALE-RR.

A Assembleia Legislativa tem participado, efetivamente, das promoções dos militares roraimenses. O deputado Renato Silva (Pros) lembrou que em 2019 também fez indicação que garantiria a progressão dos integrantes da segurança pública do Estado. “Venho trabalhando nisso. No meu primeiro ano de mandato, nós fizemos uma indicação ao Governo do Estado, a pedido da própria Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, para que eles pudessem buscar a antecipação da promoção”, afirmou.

O governador Antonio Denarium (PP) ressaltou que a medida está inserida no projeto de transformação da segurança pública de Roraima. “A quebra do interstício vai beneficiar 220 policiais militares. Nós temos priorizado todas as forças de segurança. Neste mês, ainda vamos editar o concurso da Polícia Civil e chamaremos o cadastro de reserva dos concursados da Polícia Penal”, revelou.

O comandante-geral da PMRR, coronel Francisco Xavier, também salientou a diminuição do tempo da promoção dos membros da corporação. “Essa é uma garantia legal e o governador hoje fez com que esse direito nosso fosse cumprido. Então, nós teremos a média de 220 policiais militares, que seriam promovidos até o fim deste ano, que terão essa promoção adiantada”, enfatizou o coronel Xavier.

Indicação

A Indicação nº 132/2022 diz respeito à redução de interstício, período mínimo que os militares devem aguardar para subir de patente, e contempla não só os praças e oficiais da Polícia Militar de Roraima que já estão aptos a subirem de cargo, mas também os do Corpo de Bombeiros Militar de Roraima (CBMRR). As promoções devem acontecer nos dias 22 de março (bombeiros militares) e 21 de abril (policiais militares), datas em que, anualmente, elas acontecem.

Pioneira

A noite desta terça-feira também foi especial para a coronel Valdeane Alves. A oficial é a primeira mulher, em quase 50 anos de existência da Polícia Militar de Roraima, a assumir o subcomando-geral da instituição. Ela assume o posto antes ocupado pelo coronel Miramilton Goiano, que agora é o chefe da Casa Militar do Executivo.

A nova subcomandante ressaltou a importância do momento para as mulheres dentro da instituição que só recentemente pôde contar com a presença feminina em suas fileiras. “Nós só tivemos a presença da mulher a partir do ano de 2000. São 22 anos, apenas. E nesse tempo, temos conquistado muitos espaços, claro que com muito trabalho, muito profissionalismo e quebrando muitas barreiras dentro da corporação, que é eminentemente masculina. Fico feliz em representar, não só as mulheres militares, mas todas as trabalhadoras que sabem da dificuldade que é para uma mulher estar no mercado de trabalho”, avaliou.

Para o comandante-geral da PMRR, coronel Francisco Xavier, a coronel Valdeane é um exemplo, não só para as mulheres da corporação, mas para todas as roraimenses. “A gente recorda que há 22 anos foi quando houve a entrada das mulheres na Polícia Militar. A coronel Valdeane é oriunda dessa primeira turma do Estado. Ela também foi a primeira mulher a chegar ao posto de coronel e hoje se torna a primeira a assumir o subcomando-geral”, destaca o comandante.

As deputadas Yonny Pedroso (PP) e Lenir Rodrigues (Cidadania) ressaltaram a relevância do momento. “Quando uma mulher está num espaço de poder, todas as outras ganham. Valdeane é uma mulher que vem galgando seu espaço, numa área que não é fácil, mas é uma profissional excelente e nos representa”, disse Yonny.

“Ver a ascensão da coronel Valdeane e a alegria da mãe dela, dona Izabel, demonstra a importância para nós, mulheres. Essa é uma carreira que historicamente é de homens, mas hoje se prova que as mulheres têm capacidade para exercer qualquer papel. E a gente se sente representada com a força da mulher, com a competência, ao ser reconhecida por seus pares”, completou Lenir Rodrigues.

Leia também:

Livro sobre Boinas Azuis da ONU será lançado no STJ

Postado em 31 de dezembro de 1969

Assembleia Legislativa aprova leis em favor da saúde mental da população roraimense

Postado em 3 de janeiro de 2022

Assembleia Legislativa continua a serviço da população durante recesso parlamentar

Postado em 3 de janeiro de 2022

Centro de Convivência da Juventude da Assembleia Legislativa retoma atividades

Postado em 4 de janeiro de 2022