CULTURA

Filmes vencedores de concurso serão tema de novo quadro da TV Assembleia

Foto: Reprodução TV Assembleia

Compartilhe:

Por Kátia Bezerra

Os filmes “Rabiola” e “A História Viva da Imprensa de Roraima e sua Transformação de Território para Estado”, vencedores do concurso cultural em alusão aos 30 anos da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) e da Constituição Estadual, são as atrações do Cine Assembleia, novo quadro da TV Assembleia (canal 57.3), que estreia nesta segunda-feira (7).

O programa será um espaço diário para divulgação de filmes regionais, valorizando a cultura e tradições do Estado e da região Norte, e será exibido de segunda a sexta-feira, sempre às 13h30, logo após o programa Em Pauta, com reprises em horários alternativos.

Os primeiros filmes a serem veiculados são os vencedores do concurso. São seis ao todo, três de cada categoria.

“O Cine Assembleia será uma espécie de horário fixo para o cinema local e vamos utilizar para iniciar esse projeto, com todos os filmes que foram vencedores na categoria de cinema, tanto voltados para o tema do Legislativo quanto para temas livres”, destacou a diretora da TV, Camila Dall’Agnol.

O jornalista e produtor audiovisual Thiago Bríglia foi o vencedor da categoria cinema (tema livre), com filme “Rabiola”, que traz a história de duas crianças, uma brasileira e outra venezuelana, que se encontram no Parque Anauá, para soltar papagaio. A obra traz argumentos e narrativas que abordam a realidade da migração venezuelana no Estado. Com duração de 15 minutos, o filme teve Elder Torres como roteirista e foi premiado também em outros festivais. Briglia não esconde a satisfação de ter sua criação nas grades da programação da TV aberta.

“Estou muito feliz, pois quando projetamos o filme, pensamos lá no final, chegando para o público. E depois dessa trajetória de pensar, fazer o roteiro, filmar, finalizar e colocar o filme no circuito de festivais e agora ter a oportunidade de fazê-lo chegar à casa das pessoas, através da TV Assembleia, nos dá um orgulho e empolgação”, comemorou.

Criado em apenas 24 horas, o filme “A História Viva da Imprensa de Roraima e sua Transformação de Território para Estado”, do produtor de audiovisual Manoel Fernando Estrella, superou todas as expectativas. Ele foi o vencedor da categoria cinema (tema fechado) e fez um apanhado histórico de depoimentos dos profissionais da imprensa na época do território federal.

“Com os depoimentos, percebemos que a implantação do Estado possibilitou à imprensa local ter mais liberdade de abordar os grandes problemas que nós tínhamos, e de passarmos a ter uma interação maior entre comunidade, imprensa e Legislativo, que é a representação do povo”, ressaltou.

Programação

Sempre inovando os conteúdos exibidos pela TV Assembleia, bruno Almeida, jornalista responsável pela programação, garante que o objetivo é abrir espaço na grade da emissora para divulgar a história e cultura roraimenses, valorizando a produção audiovisual.

“Já exibimos em nossa grade esses conteúdos, como curtas e longas-metragens, porém não tínhamos um espaço dedicado a eles e agora decidimos padronizar essa programação. O Cine Assembleia chega para incrementar ainda mais nossa emissora”, destacou.

Filmes vencedores

Confira a lista dos filmes vencedores do concurso da ALE-RR, que em breve serão exibidos no canal da TV Assembleia:

Tema fechado

1° Lugar: Manoel Fernando Soares Estrella

Título: A História Viva da Imprensa de Roraima e sua Transformação de Território para Estado

2° Lugar: Éder Rodrigues dos Santos

Título: Por dignidade, Chame

O documentário traz reflexões sobre a violência doméstica no Estado de Roraima em tempos de pandemia, com foco no atendimento do Centro Humanitário de Apoio à Mulher (Chame), que faz parte da Assembleia Legislativa de Roraima

3° Lugar: Jorge Donizetti Pavani

Título: A Casa, o Povo e as Leis

O documentário aborda a implantação da Assembleia Legislativa de Roraima e a promulgação da Constituição do Estado de Roraima em 1991

 

Tema livre

1° Lugar: Thiago Chaves Briglia

Título: Rabiola

2° Lugar: Enoque Raposo

Título: Maikan Psi’ Pata’ – A Terra da Raposa

Maikan Pisi’ Pata é o termo que significa em português “Terra da Raposa”. No filme, são tratadas a memória e a cultura do povo Macuxi, da comunidade Raposa I, na terra indígena Raposa Serra do Sol.

3° Lugar: Hércules de Souza Furtado

Título: As Aventuras do Super Roraiminha 2 – Contra a Ira do Super Muído

O documentário aborda um personagem infantil que recebe a visita de um ser estranho e recebe superpoderes.

Texto: Kátia Bezerra

Foto: Reprodução TV Assembleia

SupCom ALE-RR

 

Leia também:

Pesquisa sobre mídia cívica indica ruptura com conceitos tradicionais

Postado em 16 de junho de 2024

Polícia Civil participa de operação nacional de proteção ao Meio Ambiente

Postado em 16 de junho de 2024

TERAPIA E RENDA EXTRA Alunos concluem curso de pintura em tecido na Escolegis do bairro Santa Luzia | ALE-RR

Postado em 15 de junho de 2024

Comissão aprova licença-maternidade de 180 dias para bombeira e policial – Notícias

Postado em 15 de junho de 2024