DIREITOS BÁSICOS

Deputados aprovam projetos de lei que beneficiam cidadãos mais vulneráveis

Segurança alimentar e respeito ao consumidor são pautas de PLs aprovados
Foto: Eduardo Andrade/ Jader Souza

Compartilhe:

Por Suellen Gurgel

Garantir segurança alimentar e o fornecimento de serviços públicos, como água, luz e esgoto, às famílias em vulnerabilidade econômica são o mote de dois projetos de lei (PLs) aprovados pelo Plenário da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) nesta terça-feira (9).

De autoria da deputada Aurelina Medeiros (PP), o PL nº 60/2021, aprovado com emenda modificativa, autoriza o Governo do Estado a instituir o “Programa Cesta Básica Popular”.

Aplicável de forma voluntária às empresas que manifestarem adesão, o programa prevê a redução da alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) dos produtos integrantes da cesta básica do roraimense elencados pelo Executivo.

Na justificativa do PL, Medeiros destaca que a cesta básica abarca um conjunto mínimo de gêneros alimentícios necessários para nutrição familiar durante o mês, por isso a proposta está em consonância com o rol de direitos sociais assegurados na Constituição Cidadã de 1988.

“O PL institui a aplicação do que dispõe o artigo 6ª da Constituição Federal/88, que incluiu o direito humano à alimentação entre os direitos sociais, trazendo segurança alimentar à população roraimense e incentivando o mercado a aderir ao programa”, argumentou.

Direito do consumidor

Proposto pela parlamentar Betânia Almeida (PV), o PL nº 220/2021 tem como objetivo determinar que as concessionárias de serviços públicos ofereçam condições, no ato de interrupção do fornecimento do serviço, para que os consumidores inadimplentes possam quitar o débito.

O pagamento da dívida poderá ser efetuado por meio de boleto, cartão de crédito ou débito, transferências bancárias, entre outros, de forma integral ou parcelada.

Durante a sessão, Almeida frisou a relevância social da medida que protege o direito do consumidor, especialmente nos períodos de crises econômicas acentuadas que pressionam o orçamento das famílias.

“Vendo a necessidade dos consumidores, principalmente da população mais vulnerável que não possui emprego fixo, eu conclamo que os nobres deputados aprovem essa matéria”, defendeu.

Texto: Suellen Gurgel
Fotos: Eduardo Andrade/ Jader Souza
SupCom ALE-RR | 09.08.2022

Leia também:

Pesquisa sobre mídia cívica indica ruptura com conceitos tradicionais

Postado em 16 de junho de 2024

Polícia Civil participa de operação nacional de proteção ao Meio Ambiente

Postado em 16 de junho de 2024

TERAPIA E RENDA EXTRA Alunos concluem curso de pintura em tecido na Escolegis do bairro Santa Luzia | ALE-RR

Postado em 15 de junho de 2024

Comissão aprova licença-maternidade de 180 dias para bombeira e policial – Notícias

Postado em 15 de junho de 2024