AÇÃO FISCALIZATÓRIA Comissão de Saúde da ALE-RR discute necessidade médica em Hospital Geral de Roraima | ALE-RR

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

Nesta segunda-feira (26), a Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) realizou uma reunião para tratar sobre o dimensionamento das escalas e plantões de médicos do Hospital Geral de Roraima (HGR). O encontro teve a participação dos parlamentares Dr. Cláudio Cirurgião (União), Neto Loureiro (PMB), Jorge Everton (União), Joilma Teodora (Podemos) e diretores e coordenadores do hospital.

Em cerca de duas horas, os deputados debateram com os gestores hospitalares a necessidade de médicos para a demanda do principal hospital e pronto-socorro de Roraima. O ponto central da discussão é sobre a carência de médicos no HGR nas áreas de urgência e emergência, cirurgia geral, ortopédica e da Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Uma informação bem discutida na reunião foi referente à ala de ortopedia, em que há 50 leitos

e apenas um profissional para prescrição médica. De acordo com os parlamentares e o Conselho Regional de Medicina de Roraima (CRM-RR), esse dimensionamento de trabalho é insuficiente para atendimento da população.

“Hoje a reunião foi muito produtiva, pois identificamos fatores positivos na assistência em relação ao dimensionamento na emergência, porém em outros setores, a exemplo da ortopedia, analisamos que há um dimensionamento inadequado e que pode, sim, culminar com assistência inadequada ao paciente” afirmou o presidente da comissão da ALE-RR, Dr. Claudio Cirurgião.

A diretora do HGR, Patrícia Renovato, participou da reunião e apresentou um panorama de serviços médicos da unidade de saúde ao Legislativo roraimense.

“Nós, enquanto gestores, achamos de suma importância a reunião, tendo em vista que a questão de dimensionamento médico é uma preocupação da nossa gestão também. Apresentamos que a maioria das escalas tem um dimensionamento adequado, porém foi visto que há uma carência de profissionais no Estado, principalmente na medicina intensiva e semi-intensiva”, frisou.

De acordo com o presidente do CRM-RR, Domingos Dantas, a presença da instituição na reunião contribuiu para demonstrar a quantidade de médicos necessários em cada área, bem como buscar profissionais especialistas de outras localidades para suprir a demanda roraimense.

“Roraima tem a menor quantidade de médicos registrados do país inteiro, com 1.350 profissionais. Isso é ainda mais agravado quando se analisam as especialidades médicas, que também são insuficientes para o Estado. Desta forma, a reunião promovida pela Assembleia Legislativa é muito relevante, pois esses encontros possibilitam a nossa contribuição pra o debate, visando garantir qualidade da saúde da população”, disse o presidente do CRM-RR.

Essa foi a primeira de uma série de reuniões que a Comissão de Saúde e Saneamento da ALE-RR realizará para traçar um panorama da necessidade médica no Estado. Gestores de outras unidades de saúde serão ouvidos com o intuito de se preparar um relatório detalhado que será encaminhado ao Poder Executivo estadual.

Os registros fotográficos da reunião da comissão estão no Flickr da Assembleia Legislativa e podem ser acessados por meio do link: https://www.flickr.com/photos/alrr/albums/72177720315084451

Texto: Anderson Caldas

Fotos: Nonato Sousa

SupCom ALE-RR

Fonte: ALE-RR | Assembleia Legislativa de Roraima – Leia mais

Leia também:

Livro sobre Boinas Azuis da ONU será lançado no STJ

Postado em 31 de dezembro de 1969

Assembleia Legislativa aprova leis em favor da saúde mental da população roraimense

Postado em 3 de janeiro de 2022

Assembleia Legislativa continua a serviço da população durante recesso parlamentar

Postado em 3 de janeiro de 2022

Centro de Convivência da Juventude da Assembleia Legislativa retoma atividades

Postado em 4 de janeiro de 2022