COM 21 VOTOS

Soldado Sampaio é eleito e volta à presidência da Assembleia Legislativa

Eleição ocorreu em sessão extraordinária na tarde desta segunda-feira (28), no Plenário Deputada Noêmia Bastos Amazonas
Foto: Nonato Sousa / Eduardo Andrade

Compartilhe:

Por Yasmin Guedes

Na sessão extraordinária ocorrida na tarde desta segunda-feira (28), o deputado Soldado Sampaio (PCdoB) foi eleito com 21 votos para o cargo de presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, após vacância do cargo em decorrência da cassação do mandato de Jalser Renier (SD), que aconteceu pela manhã. Dos 24 parlamentares da Casa, 18 votaram para cassá-lo, 5 não compareceram e um se absteve.

Compõem a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa Soldado Sampaio, presidente; Jânio Xingu (PSB), primeiro-vice-presidente; Jeferson Alves (PTB), segundo-vice-presidente; Odilon Filho (Patri), terceiro-vice-presidente; Chico Mozart (Cidadania), primeiro-secretário; Marcelo Cabral (sem partido), segundo-secretário; Catarina Guerra (SD), terceira-secretária; Lenir Rodrigues (Cidadania), quarta-secretária, e Renato Silva (Pros), corregedor-geral.

Sampaio agradeceu o apoio de cada um dos 21 parlamentares que o elegeram para a presidência e aos servidores efetivos e comissionados da Assembleia Legislativa. “Darei a esta Casa a estabilidade de que ela precisa. O presidente que passou só trouxe desgosto e mágoa para esta Casa”, lembrou Sampaio em relação ao ex-presidente Jalser Renier.

O presidente reforçou o compromisso de continuar os trabalhos iniciados em janeiro de 2021, quando foi eleito pela maioria dos parlamentares. “Esta Casa não é do Sampaio, da Mesa Diretora, mas dos 24 deputados, de todos os servidores e do povo”, ressaltou. Ele garantiu ainda dar continuidade às medidas para tornar a Assembleia Legislativa mais transparente e acessível à população.

Em entrevista coletiva, Soldado Sampaio respondeu a perguntas sobre a exoneração de servidores publicada no Diário Oficial de sexta-feira (25), lista de gastos por parlamentares e denúncias apresentadas por Renier antes de deixar a presidência.

“Todas as pessoas divulgadas em redes sociais já estão há muito tempo no Portal da Transparência. O que houve foi uma manobra do [ex-]deputado Jalser Renier associando aquilo a políticos para desestabilizar o seu processo de cassação”, esclareceu.

O parlamentar convidou a população e a imprensa a continuar acompanhando os trabalhos da Assembleia Legislativa de Roraima e as sessões híbridas a partir da próxima terça-feira (7), com a votação de projetos de interesse de todos.

Leia também:

Livro sobre Boinas Azuis da ONU será lançado no STJ

Postado em 31 de dezembro de 1969

Assembleia Legislativa aprova leis em favor da saúde mental da população roraimense

Postado em 3 de janeiro de 2022

Assembleia Legislativa continua a serviço da população durante recesso parlamentar

Postado em 3 de janeiro de 2022

Centro de Convivência da Juventude da Assembleia Legislativa retoma atividades

Postado em 4 de janeiro de 2022