AUDIÊNCIA PÚBLICA

Rorainópolis apresenta Plano Diretor elaborado em parceria com a Assembleia Legislativa

Documento contém diretrizes para os próximos 20 anos e auxilia os municípios a receberem recursos de convênios federais
Foto: Tiago Orihuela
Audiência Pública, promovida pela Câmara de Vereadores de Rorainópolis

Compartilhe:

Por Yasmin Guedes

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Rorainópolis apresentou na manhã desta quinta-feira (31), durante audiência pública no Fórum do município, o Plano Diretor “É Tempo de Desenvolvimento”. O documento foi elaborado com assessoramento técnico do CAM (Centro de Apoio aos Municípios), da Assembleia Legislativa de Roraima.

“O nosso município cresce de forma desorganizada e aqui o plano nos dá um norte em como agir e começar a construção”, disse o presidente da Câmara Municipal, Adriano Souza (PL). Ele agradeceu ao presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, Soldado Sampaio (Republicanos), pelo apoio técnico para a configuração do documento.

O evento contou com a participação de moradores, representantes de associações, órgãos públicos, do comércio e autoridades. Até 2030, as prefeituras de todo Brasil devem executar o Plano Diretor, considerado o “braço direito” das LDOs (Leis de Diretrizes Orçamentárias), LOAs (Leis de Diretrizes Orçamentárias) e PPAs (Planos Plurianuais).

“Hoje, o plano foi lido para população para, futuramente, ser votado. Ele vai abranger toda estrutura social, econômica, expansão territorial no município, de forma ordenada, e ajudar no desenvolvimento”, explicou a diretora do CAM, Alessandra Rios. A Assembleia Legislativa tem auxiliado as prefeituras do interior com a elaboração e entrega do Plano Diretor, georreferenciamento e o Plano de Resíduos Sólidos que é exigido para que os municípios tenham acesso a recursos federais.

O Projeto de Lei do Plano Diretor de Rorainópolis tem 139 artigos. Os capítulos estão divididos em desenvolvimento territorial, econômico e institucional, segmentos como educação, saúde, assistência social, cultura, esporte e lazer, segurança pública, saneamento básico, energia elétrica, recursos hídricos, zoneamento rural e urbano, e ocupação de solo.

Representante da Semed (Secretaria Municipal de Educação), Samuel Fontes diz ser necessário haver mais atenção às creches e à educação de crianças com deficiência. “Há uma necessidade, uma demanda, que só aumenta”. Ele prometeu diante de todos aprofundar-se em conhecer o PL para contribuir mais com a legislação.

Em relação à ocupação de lotes, Fontes sugeriu que a Câmara Municipal apresente um projeto de lei para obrigar vendedores de terrenos, com pretensões à abertura de bairros, a mostrar toda infraestrutura da região para evitar problemas.

A professora Ormecinda Oliveira destacou que o Plano Diretor é importante e necessário para conhecimento da população. Ela pediu mais divulgação nos meios de comunicação e redes sociais. “Depois de aprovado, será revisado, atualizado e a gente tem que seguir ele”, afirmou.

PRÓXIMOS PASSOS

A audiência foi um termômetro para os próximos passos da Câmara de Rorainópolis. As contribuições da população serão apresentadas às comissões permanentes e, em seguida, levadas à votação em plenário. A apreciação ainda não tem data marcada.

O procurador do município, Cleber Silva, ressaltou a relevância do plano para quem mora na zona urbana ou rural de Rorainópolis. “Para que possa crescer de forma correta e organizada, ele vai impedir as invasões nos meios de preservação ambiental e, por isso, o município só tem a ganhar”.

TREINAMENTO

Nesta sexta-feira (1º), o Centro de Apoio aos Municípios e a Superintendência Legislativa da Assembleia Legislativa de Roraima vão promover na Câmara Municipal de Rorainópolis treinamento para 20 servidores sobre tramitação de projetos legislativos. O minicurso ocorrerá durante todo o dia.

Texto: Yasmin Guedes
Foto: Tiago Orihuela
SupCom ALERR – 31.03.2022

Leia também:

Livro sobre Boinas Azuis da ONU será lançado no STJ

Postado em 31 de dezembro de 1969

Assembleia Legislativa aprova leis em favor da saúde mental da população roraimense

Postado em 3 de janeiro de 2022

Assembleia Legislativa continua a serviço da população durante recesso parlamentar

Postado em 3 de janeiro de 2022

Centro de Convivência da Juventude da Assembleia Legislativa retoma atividades

Postado em 4 de janeiro de 2022