RECOMEÇO ‘Escritório Social’ realiza mais de mil atendimentos em 2023 | ALE-RR

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

O Escritório Social, programa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e que tem como principal parceira a Assembleia Legislativa do Estado (ALE-RR), divulgou balanço das ações realizadas durante o ano de 2023. Tendo como maior demanda a empregabilidade e questões jurídicas, o programa promoveu 1.179 atendimentos aos egressos do sistema prisional e familiares.

Em virtude da saída temporária, a época com maior demanda foram os meses de agosto a outubro, ocasião que possibilitou a procura pelos serviços do programa. Além disso, o gênero masculino foi o que mais procurou o suporte psicológico, jurídico, social ou administrativo do Escritório, correspondendo a 517 pessoas; o total de mulheres foi de 316.

Já o projeto Armário Social realizou 332 doações entre peças femininas, masculinas e infantis aos estabelecimentos prisionais de Roraima. De caráter permanente, o projeto possui o slogan “Despindo preconceitos e vestindo cidadania” e objetiva a arrecadação e doação de roupas e calçados ao público do sistema prisional.

A psicóloga do Escritório Social, Ylana Ferreira, destacou que as ações buscam trazer uma reinserção do egresso à sociedade, por meio de atividades que minimizem o preconceito contra essa população.

“O ano de 2023 trouxe avanços nas nossas atividades, pois implementamos a metodologia do progresso, na qual a equipe técnica do escritório desloca-se até as unidades prisionais, estabelecendo um contato com indivíduos que se encontram em regime semiaberto e vão progredir para o aberto. Além disso, firmamos parcerias, a exemplo de redes de supermercados, com o intuito de solucionar a questão da empregabilidade. Por meio dessas ações e de diversas reuniões, buscamos diminuir o preconceito e promover mais dignidade para a vida pós-sistema prisional”, disse Ferreira.

Para 2024, a coordenadora do Escritório Social, Décima Rosado, afirmou que os projetos continuarão sendo intensificados, a exemplo do Armário Social. Além disso, ela destaca que o trabalho procura suprir as principais demandas dos egressos do sistema prisional.

“Nosso apoio abrange áreas jurídicas, sociais e de empregabilidade, sendo esta última um grande gargalo. Reconhecemos que a falta de trabalho muitas vezes resulta na reincidência criminal e, por isso, buscamos oportunidades de emprego para garantir que os egressos tenham meios de se sustentar e evitem retornar ao envolvimento criminoso”, disse a coordenadora.

Atendimentos

Localizado na Avenida Getúlio Vargas, nº 4.876, bairro São Pedro, o Escritório Social realiza atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h00 às 18h, acolhendo aqueles que buscam reconstruir as próprias vidas. Para mais informações, o contato pode ser feito pelo telefone (95) 98402-5931 ou por meio do e-mail escritoriosocialrr@gmail.com.

Texto: Anderson Caldas

Fotos: Eduardo Andrade

SupCom ALE-RR

Fonte: ALE-RR | Assembleia Legislativa de Roraima – Leia mais

Leia também:

Exército apura arsenal em apartamento incendiado em Campinas

Postado em 27 de fevereiro de 2024

AÇÃO FISCALIZATÓRIA Comissão de Saúde da ALE-RR discute necessidade médica em Hospital Geral de Roraima | ALE-RR

Postado em 26 de fevereiro de 2024

Caer realiza mutirão para revisão das faturas de água   – GOVERNO DE RORAIMA

Postado em 26 de fevereiro de 2024

MDHC apresenta a ministérios, na Casa Civil, eixos que comporão o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa — Agência Gov

Postado em 26 de fevereiro de 2024