Proposta prevê moradia provisória e capacitação para jovens desligados das instituições de acolhimento – Notícias

Divulgação/Fonte

Compartilhe:


15/07/2022 – 15:31  

CPP

As repúblicas devem acolher jovens sem condições de se sustentar

O Projeto de Lei 1118/22, já aprovado pelo Senado, estabelece uma política de atendimento aos jovens desligados de instituições de acolhimento que prevê o acesso deles a moradias provisórias e o apoio para a inserção no mercado de trabalho. O texto está agora em análise na Câmara dos Deputados.

As instituições de acolhimento são serviços que recebem crianças e adolescentes em medidas protetivas por determinação judicial, em decorrência de violação de direitos (abandono, negligência, violência) ou pela impossibilidade momentânea de cuidado e proteção pela própria família.

Previstas no projeto, as “repúblicas” deverão acolher, separadamente, jovens de 18 a 21 anos dos sexos masculino e feminino impossibilitados de voltar à família de origem ou de serem acolhidos por uma substituta. Vão abrigar ainda aqueles sem condições de prover o próprio sustento. Haverá supervisão técnica.

A ideia é estimular a autonomia pessoal dos jovens, que poderão participar de atividades diversas e cursos profissionalizantes, com vistas à inserção no mercado de trabalho.

A permanência numa república será por prazo limitado, podendo ser ampliado mediante necessidade específica atestada pelo serviço de apoio.

A iniciativa foi apresentada no Senado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Maus-Tratos, que investigou, de 2017 a 2018, irregularidades e crimes contra crianças e adolescentes. Na Câmara, tramitará com o Projeto de Lei 3379/21, da deputada Marina Santos (Republicanos-PI), que institui um programa similar.

Tramitação
O projeto será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Natalia Doederlein
Com informações da Agência Senado



Source link

Leia também:

Livro sobre Boinas Azuis da ONU será lançado no STJ

Postado em 31 de dezembro de 1969

Assembleia Legislativa aprova leis em favor da saúde mental da população roraimense

Postado em 3 de janeiro de 2022

Assembleia Legislativa continua a serviço da população durante recesso parlamentar

Postado em 3 de janeiro de 2022

Centro de Convivência da Juventude da Assembleia Legislativa retoma atividades

Postado em 4 de janeiro de 2022