Inteligência Artificial contribui na geração de empregos | ASN Roraima

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

Os pequenos negócios podem se beneficiar com a Inteligência Artificial (IA), seja no campo social ou econômico. O mundo vive uma nova perspectiva com a IA, que promete transformar profundamente o modo como a sociedade se relaciona com os mais diferentes aspectos da vida prática. A estimativa do Fórum Econômico Mundial é que o impacto econômico da Inteligência Artificial até 2040 seja de US$ 4,4 trilhões. No dia a dia do brasileiro, ela vem sendo incorporada na saúde, no transporte, na educação e na rotina das empresas.

Na Medicina, a IA é vista como aliada para salvar vidas, já que consegue aumentar a segurança e reduzir possíveis erros. No Judiciário, vem sendo apontada como o instrumento que dará mais agilidade na tramitação dos processos e na resolução de litígios, permitido a automatização de informações e dados.

O certo é que a Inteligência Artificial representa uma quebra de paradigma e está moldando a nova economia global, transformando o mercado de trabalho e facilitando experiências nas relações sociais e nos setores econômicos.
Como uma avalanche, a IA está cooptando o que vê pela frente. Os pequenos negócios podem ganhar vantagens competitivas com essa tecnologia, que tem como conceito o entendimento baseado na imitação da inteligência humana e o processo de aprendizado humano em máquinas. Uma tecnologia que pode ser utilizada para o bem ou para o mal. Caberá ao ser humano fazer o correto uso da ferramenta com o objetivo de impactar a vida da população que ainda sofre com as desigualdades, permitindo a efetivação dos direitos fundamentais consagrados na nossa Constituição.

Nas empresas, a Inteligência Artificial associada à Inteligência Competitiva gera saltos significativos na otimização da gestão, permitindo a redução de custos e mais qualidade para o cidadão consumidor. São transformações que devem ser incorporadas e que gerarão resultados ao fim do mês: empresas com mais lucro e, consequentemente, gerando mais empregos e renda.

Presidente do Sebrae Nacional, Décio Lima.

O Sebrae compreende que essa estratégia não é exclusiva das grandes corporações, sendo fundamental também para os pequenos negócios. A Inteligência Competitiva funciona como uma estratégia capaz de gerar o crescimento empresarial por meio de decisões embasadas em dados sólidos, que pode fazer uso da Inteligência Artificial.
Acreditamos que as micro e pequenas empresas guiadas por um planejamento estratégico, visão de futuro e missão clara podem prosperar, ajustando suas ações com a bússola da inteligência competitiva para atingir os objetivos estabelecidos e contribuir também com o aumento da produtividade da própria economia brasileira, em que elas representam cerca de 95% de todos os negócios.

É preciso trabalhar diante dessa nova realidade, pois a IA vai gerar transformações significativas em escalas e em diversos setores sociais. Os empreendedores precisam acompanhar essas discussões e incorporar a ferramenta em suas rotinas em benefício da empresa e da sociedade. O Sebrae está preparado para apoiar os empreendedores para o mundo da Inteligência Artificial. Todos ganham!

Lei a notícia completa na Agência Sebrae de Notícias – Clique Aqui!

Leia também:

AÇÃO FISCALIZATÓRIA Comissão de Saúde da ALE-RR discute necessidade médica em Hospital Geral de Roraima | ALE-RR

Postado em 26 de fevereiro de 2024

Caer realiza mutirão para revisão das faturas de água   – GOVERNO DE RORAIMA

Postado em 26 de fevereiro de 2024

MDHC apresenta a ministérios, na Casa Civil, eixos que comporão o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa — Agência Gov

Postado em 26 de fevereiro de 2024

Projeto prevê aplicação de flúor nos dentes de idosos a cada seis meses – Notícias

Postado em 26 de fevereiro de 2024