INFORMATIVA Programa Fiscaliza faz panfletagem no bairro Asa Branca | ALE-RR

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

Transeuntes e motoristas que passaram pelo cruzamento das avenidas Ataíde Teive e dos Imigrantes, no bairro Asa Branca, foram surpreendidos na manhã desta quarta-feira (1º) com uma ação informativa do Programa Fiscaliza, ligado à Superintendência de Programas Especiais da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR).

 

 

A equipe distribuiu panfletos e deu explicações sobre a atuação do programa – canais de contato, tipos de demandas atendidas –, que recebe denúncias, críticas e sugestões da população relacionadas aos serviços prestados pelo poder público nas áreas de infraestrutura, saneamento básico, equipamentos e espaços públicosmeio ambiente, educação, saúde, entre outros.

 

 “Esta é a primeira ação do ano do Fiscaliza, para que a população conheça os canais de denúncias e como fazê-las. A cada semana, iremos a um ponto da cidade fazer esse trabalho de divulgação”, explicou a servidora Marília Mesquita.

 

 

 

Moradora do bairro Jóquei Clube, a dona de casa Ana Alice Pereira ficou surpresa quando soube da existência do canal de cidadania do Poder Legislativo que pode ajudar na solução de uma rua esburacada, um poste sem iluminação ou de um esgoto a céu aberto.

“Eu não conhecia ainda. Ontem, a minha filha tinha falado vagamente sobre esse programa da Assembleia, mas não sabia muito bem como funcionava. Não tenho nenhuma queixa, pois o bairro acabou de ser asfaltado, tem iluminação nova, mas agora vou ficar atenta”, garantiu.

 

 

 

Também abordado na panfletagem, o vendedor Jeremias Almeida, que trabalha numa loja na Avenida Imigrantes, aproveitou a visita da equipe do Fiscaliza para denunciar a existência de um buraco em frente ao comércio que tem causado acidentes e colocado a segurança dos clientes e dos funcionários em risco.

 

“Já ocorreram diversos acidentes no local”, desabafou após ser instruído como denunciar a má prestação do serviço público.

 

 

 

 

 

 

 

Além da panfletagem nas avenidas, outras campanhas de divulgação serão feitas no miniterminal, na Rodoviária Internacional de Boa Vista e centros comerciais, ainda sem datas definidas. Além disso, está prevista uma série de palestras em escolas estaduais.

 

 

 

Como denunciar

As denúncias ao Fiscaliza podem ser feitas de forma presencial na Superintendência de Programas Especiais, que fica na Avenida Ataíde Teive, 3510, bairro Buritis, ou remotamente, via site (al.rr.leg.br/fiscaliza), WhatsApp (95) 98402-1735 ou pelo aplicativo disponível para o sistema Android Programa Fiscaliza. O denunciante pode apontar um problema na sua rua, bairro ou cidade, por meio de relatos, fotos ou vídeos e endereço de onde ele ocorre, e aguardar a visita de uma equipe técnica.

Após a verificação, o programa envia um relatório jurídico ao órgão competente. O andamento da queixa poderá ser acompanhado pelo número de protocolo gerado no ato da solicitação.

 

Texto: Suellen Gurgel

Fotos: Eduardo Andrade

SupCom ALE-RR

Fonte: ALE-RR | Assembleia Legislativa de Roraima – Leia mais

Leia também:

Prefeitura de Maricá nega desvios de recursos da saúde

Postado em 28 de fevereiro de 2024

Imunização contra a dengue envolverá a rede pública de ensino dos municípios – GOVERNO DE RORAIMA

Postado em 28 de fevereiro de 2024

PREVIDÊNCIA SOCIAL ALE-RR realiza audiência pública com presença do ministro Carlos Lupi nesta sexta-feira | ALE-RR

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Câmara aprova regime de urgência para oito projetos – Notícias

Postado em 27 de fevereiro de 2024