INCLUSÃO TEAMARR e Setrabes entregam carteiras de identificação para pessoas com TEA na Assembleia Legislativa de Roraima | ALE-RR

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

 Ação do Legislativo possibilitou garantir direitos às pessoas com o transtorno do espectro autista – Jader Souza/SupCom-ALE-RR

O Centro de Acolhimento ao Autista (Teamarr), da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), em parceria com a Secretaria de Estado do Trabalho e Bem-Estar Social (Setrabes), realizou na noite desta terça-feira (04) a entrega de 60 Carteiras de Identificação do Autista (CIPTEA). A cerimônia, realizada no Plenário Valério Caldas de Magalhães da Casa Legislativa, contou com a presença de familiares, autoridades e membros da comunidade.

A deputada Angela Águida Portella (Progressistas), presidente do Programa de Atendimento Comunitário da ALE-RR, ao qual o Teamarr é vinculado, comentou sobre a conclusão dessa ação do Legislativo, iniciada no dia 27 de abril.

A deputada Angela Águida Portella enfatizou o atendimento de qualidade realizado pelos profissionais do Teamarr – Jader Souza/SupCom-ALE-RR

“O Teamarr é referência de atendimento a autistas no estado de Roraima e, por isso, sentimos a necessidade de fazermos essa parceria com a Setrabes, em que permitiu a emissão das carteiras de identificação do autista na sede do Teamarr”, e acrescentou que dessa maneira permitiu ao autistas e as famílias um atendimento adaptado com apoio dos profissionais do Centro.

O documento de identificação traz diversos benefícios para pessoas com o TEA (Transtorno do Espectro Autista), entre eles a facilitação do acesso a serviços públicos e privados nas áreas da educação, saúde e assistência social. Além disso, com a criação da Carteira, gestores públicos podem ter a real dimensão da ocorrência do transtorno na sociedade e planejar políticas públicas voltadas a essa população.

Para as famílias, a carteira representa mais do que um documento, mas sim o reconhecimento da necessidade de um tratamento diferenciado e mais humanizado, conforme relatou a psicóloga Karina Maranhão, mãe do Pedro, de quatro anos.

A psicóloga Karina Maranhão tem filho autista de quatro anos – Jader Souza/SupCom-ALE-RR

“Como mãe de um filho atípico [a carteira] é muito importante pela questão da inclusão. Ele [o Pedro] vai ter prioridade nas filas e em alguns lugares e, por isso, acredito que é uma vitória. Isso tudo foi facilitado com a ação do Teamarr, lugar que meu filho amou conhecer. Foi uma experiência maravilhosa”, considerou Karina.

 

 

 

Jamylle Capelo descobriu o autismo quando adulta e emitiu a carteira com auxílio do Teamarr – Jader Souza/SupCom-ALE-RR

Outra beneficiada com a entrega da carteira foi a fiscal fundiária Jamylle Capelo. Ela iniciou a investigação do transtorno ao perceber semelhanças em comportamentos dela com a do filho diagnosticado com TEA. Ela acredita que o documento facilitará a compreensão mais rápida das pessoas sobre o autismo. “Pois, às vezes, passamos por crises, sendo adultos ou crianças. Ter a carteirinha vai ajudar as pessoas perceberem o nosso transtorno, sem julgamentos e preconceitos”, informou.

 

 

Sulamita Bento, diretora do Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência, enfatizou a parceria entre instituições – Jader Souza/SupCom-ALE-RR

A diretora do Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência da Setrabes, Sulamita Bento, afirmou que a parceria entre as instituições beneficia diretamente a população roraimenses. “Todos nós somos unidos e parceiros com o intuito de fornecer serviços igualitários que alcancem todas as deficiências e também os autistas”, enfatizou.

 

 

 

Como solicitar a emissão da carteira?

O órgão responsável pela emissão da CIPTEA é o Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência, da Setrabes, e fica localizado na avenida São Sebastião, n° 1.195, bairro Santa Tereza.

Para solicitar o documento, o interessado pode acessar a ficha cadastral disponível no link: https://setrabes.rr.gov.br/carteira-do-autista/, imprimi-la, preenchê-la e levá-la à sede do Centro Integrado com a documentação necessária, ou ainda realizar o cadastro pessoalmente. O órgão funciona de segunda a sexta-feira, em horário comercial.

O atendimento é realizado presencialmente, pois é necessária à coleta da foto e da impressão digital. O prazo de entrega das carteiras é de 15 a 20 dias e deve ser retirada no local onde foi solicitada.

Documentos necessários para solicitar a CIPTEA:

  • Ficha de cadastro com os dados preenchidos;
  • Relatório médico com a indicação da CID;
  • Documento de identificação contendo nome completo, filiação, local e data de nascimento;
  • RG e CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Documento de identificação do responsável legal, com endereço residencial, número de telefone e e-mail;
  • Para solicitantes migrantes com visto temporário ou autorização de residência, residentes fronteiriços ou solicitantes de refúgio, apresentar a Cédula de Identidade de Estrangeiro, a Carteira de Registro Nacional Migratório ou Documento Provisório de Registro Nacional Migratório.

Teamarr

O Centro de Acolhimento ao Autista (Teamarr), da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), atende crianças e adolescentes diagnosticados com transtorno do espectro autista (TEA), realiza terapias e faz encaminhamentos e capacitação para familiares e profissionais da saúde.

Os interessados pelos serviços gratuitos do programa podem procurar a nova sede do Teamarr, localizada na avenida Santos Dumont, nº 1193, bairro São Francisco. O horário de funcionamento é das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira.

Texto: Anderson Caldas

Fotos: Jader Souza

SupCom ALE-RR

Fonte: ALE-RR | Assembleia Legislativa de Roraima – Leia mais

Leia também:

Pesquisa sobre mídia cívica indica ruptura com conceitos tradicionais

Postado em 16 de junho de 2024

Polícia Civil participa de operação nacional de proteção ao Meio Ambiente

Postado em 16 de junho de 2024

TERAPIA E RENDA EXTRA Alunos concluem curso de pintura em tecido na Escolegis do bairro Santa Luzia | ALE-RR

Postado em 15 de junho de 2024

Comissão aprova licença-maternidade de 180 dias para bombeira e policial – Notícias

Postado em 15 de junho de 2024