Governo de Roraima e Eneva implementam projeto de horta nas escolas – GOVERNO DE RORAIMA

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

Em um esforço para fomentar a conscientização socioambiental e promover práticas sustentáveis entre os estudantes, o Governo de Roraima, por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), estabeleceu com a Eneva, empresa brasileira de energia, um acordo para a implementação do Projeto Educação Sustentável (Horta) em escolas da Capital e de áreas rurais circundantes.

O objetivo principal do projeto é instigar o debate coletivo entre os estudantes e disseminar informações sobre sustentabilidade em escolas e associações comunitárias.

“Implementar o Projeto Horta é promover saúde, pois permite que os alunos adquiram maior controle sobre sua maior qualidade de vida, através da adoção de hábitos saudáveis. Não só para os alunos, mas também de suas famílias, que se apoderaram de um bem, de um direito e de um recurso aplicado na vida cotidiana”, disse a diretora do Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais da Seed, Rosilda Garcia.

Ainda segundo a diretora, as hortas são laboratórios vivos para diferentes atividades didáticas, além disso, o preparo da hora oferece diversos alimentos de baixo custo, inseridos no próprio cardápio da merenda escolar.

O projeto horta passou por três etapas

A primeira etapa do projeto focou na construção das estruturas necessárias para as hortas, incluindo a instalação de coberturas e canteiros para o plantio. Também foram realizadas palestras de capacitação para os profissionais das unidades de ensino, visando prepará-los para orientar os alunos nas atividades relacionadas à horta e sustentabilidade.

Na terceira etapa, ocorreu a adubação e o plantio das mudas de hortaliças, que serviram como base para as atividades extraclasse dos estudantes. Além disso, as escolas participantes do processo tiveram acesso às oficinas de capacitação, abordando tanto aspectos teóricos quanto práticos de sustentabilidade, segurança alimentar e protagonismo social.

Os trabalhos desenvolvidos nas escolas alcançaram um engajamento significativo

O projeto tem um grande alcance de unidades escolares. Ao todo 12 escolas foram beneficiadas, sendo nove localizadas na Capital de Boa Vista e três escolas estaduais indígenas situadas na área rural do município. O engajamento dos alunos nessas escolas é expressivo tendo em vista que 6.581 estudantes participaram dos trabalhos.

Escolas participantes:

1.         Escola Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral América Sarmento Ribeiro

2.         Colégio Estadual Militarizado Presidente Tancredo Neves

3.         Escola Estadual Buriti

4.         Colégio Estadual Militarizado Fernando Grangeiro de Menezes

5.         Escola Estadual Mario David Andreazza

6.         Escola Estadual Professora Antônio Coelho de Lucena

7.         Escola Estadual Gonçalves Dias

8.         Escola Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral Maria das Dores Brasil

9.         Escola Estadual Monteiro Lobato

10.      Escola Estadual Indígena Adolfo Ramiro Levi

11.      Escola Estadual Indígena Davi de Souza

12.      Escola Estadual Indígena Genival Thomé Macuxi

 

De Governo de Roraima / SECOM – Acesse a matéria completa – aqui.

Leia também:

Livro sobre Boinas Azuis da ONU será lançado no STJ

Postado em 31 de dezembro de 1969

Assembleia Legislativa aprova leis em favor da saúde mental da população roraimense

Postado em 3 de janeiro de 2022

Assembleia Legislativa continua a serviço da população durante recesso parlamentar

Postado em 3 de janeiro de 2022

Centro de Convivência da Juventude da Assembleia Legislativa retoma atividades

Postado em 4 de janeiro de 2022