Pesquisar

Encerrada a primeira etapa do Projeto Sanitaristas Mirins

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

A primeira etapa do Projeto Sanitarista Mirim foi encerrada na noite desta quinta-feira (06), no auditório Valério Caldas Magalhães (Plenarinho), da Assembleia Legislativa de Roraima.

A solenidade contou com a presença da deputada Ângela Águida Portela, parceira do Governo do Estado no Projeto, além do presidente da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária do Estado), Marcelo Parisi, coordenadores e familiares das crianças participantes. No final do evento, foram distribuídos tablets aos sanitaristas mirins.

A solenidade foi marcada pelo sentimento de gratidão das famílias que, durante a execução do projeto, viram o envolvimento dos seus filhos, que aprenderam sobre educação sanitária e sua importância para a defesa da alimentação saudável na sociedade, considerando que o trabalho desenvolvido pela Aderr é fundamental na garantia da segurança alimentar da população.

Nesses seis meses de realização do projeto, os 30 estudantes selecionados de escolas públicas visitaram supermercados para conhecer como funciona a inspeção sanitária, entender a importância dos selos de inspeção, e levaram seus aprendizados para a escola parceira. Eles distribuíram cartilhas para a população em eventos públicos e descobriram a importância da solidariedade ao colaborar com a ajuda ao povo do Rio Grande do Sul.

Além dessas ações, os sanitaristas mirins visitaram uma granja para conhecer o processo de produção de ovos certificados e o controle sanitário dessa agroindústria. Também visitaram a Cavalaria da Polícia Militar, no Parque de Exposição Dandãezinho, onde tiveram contato com os animais e aprenderam sobre o manejo geral dos equinos.

“Ficamos muito felizes com a realização do Projeto Sanitaristas Mirins, pois é muito importante para o Estado desenvolver esse tipo de ação com crianças, visando prepará-los para serem homens e mulheres conscientes sobre a segurança alimentar. Tenho certeza de que eles irão multiplicar essas valiosas informações que receberam sobre Educação Sanitária”, destacou o governador Antonio Denarium.

O presidente da Aderr, Marcelo Parisi, enfatizou o compromisso do governador Antonio Denarium com a disseminação da educação sanitária como forma de informar a população sobre a importância desse conhecimento, visando garantir a saúde pública.

“Esse projeto é de fundamental importância para toda a sociedade, pois vai levar informações sobre a sanidade animal e vegetal, segurança alimentar e meio ambiente por meio de jovens multiplicadores selecionados para esse fim”, ressaltou Parisi.

A deputada estadual Ângela Águida Portella, parceira do Projeto e responsável por destinar uma emenda de R$ 150 mil para custear as despesas de execução do programa, destacou a importância do Sanitarista Mirim em despertar nos estudantes o cuidado com o meio ambiente e a atenção aos produtos de origem animal e vegetal consumidos pela sociedade.

“A saúde pública, meio ambiente e segurança alimentar passam também pela conscientização dos nossos estudantes. Tenho certeza de que estamos formando jovens multiplicadores, que serão portadores desse conhecimento importante e que irão levá-lo para o ambiente familiar e para a vida”, ponderou a deputada.

NOVA ETAPA

Ana Nóbrega, coordenadora e idealizadora do Projeto Sanitarista Mirim, informou que o projeto vai crescer. A próxima etapa, segundo ela, terá 60 integrantes, com a participação de estudantes dos municípios de Alto Alegre, Caroebe e Caracaraí.

A médica veterinária e fiscal agropecuária da Aderr falou sobre a importância do Projeto. “Cumprimos essa primeira etapa, onde as crianças receberam a premiação pelo trabalho executado. Agora passaremos para uma outra fase, onde iremos selecionar 60 crianças. Em Boa Vista, serão disponibilizadas 30 vagas; em Alto Alegre, Caroebe e Caracaraí, dez vagas para cada. O objetivo é aumentar o conhecimento na área de inspeção animal e vegetal, bem como em saúde pública”, destacou Nóbrega.

O PROJETO

O sanitarista mirim contemplou as seguintes atividades: capacitação de crianças/adolescentes entre 10 e 14 anos sobre saúde humana, animal, vegetal, ambiental e segurança alimentar, proporcionando, por meio de ações de sensibilização, comprometimento e consciência sanitária, o pleno exercício da cidadania com melhoria na qualidade de vida da população.

Além disso, o projeto disseminou informações sobre medidas de controle e prevenção de doenças animais, zoonoses e doenças vegetais para a sociedade em geral, em instituições públicas, escolas, shoppings e praças.

De Governo de Roraima / SECOM – Acesse a matéria completa – aqui.

Leia também:

Agricultores aprendem a fazer pães e pizzas à base da farinha de batata doce produzida na região | ASN Roraima

Postado em 22 de julho de 2024

A Voz do Brasil chega aos 89 anos — Agência Gov

Postado em 22 de julho de 2024

Empreendedores aprendem sobre inteligência emocional e alta performance em seminário de neurociência | ASN Roraima

Postado em 22 de julho de 2024

Lei institui 17 de setembro como Dia de Conscientização sobre Distrofia Muscular – Notícias

Postado em 22 de julho de 2024