Pesquisar

EBC faz cerimônia de premiação do Festival de Música 100 anos de Rádio

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

Uma grande festa foi realizada na noite de hoje na Sala Cecilia Meireles, no centro do Rio de Janeiro, para encerrar as comemorações do centenário do rádio no país. A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) promoveu a cerimônia de premiação do Festival de Música 100 anos de Rádio com um espetáculo especial que começou às 20h.

A apresentação reuniu os três finalistas de cada uma das cinco categorias da primeira edição do festival promovida em formato integrado pelas tradicionais emissoras públicas Rádio MEC e Rádio Nacional. As obras foram selecionadas por meio de voto popular e por indicação da Comissão Julgadora. A iniciativa teve a finalidade de descobrir novos talentos musicais e estimular o lançamento de projetos inéditos.

Os ganhadores em cada categoria, são: Prêmio Rádio MEC de melhor Música Clássica de 2022. Canção vencedora: Introdução e Dança para Violino e Piano, do compositor Álvaro Carriello. Já o Prêmio Rádio MEC de melhor Música Instrumental coube à canção Sem perder tempo, escrita por Marcelo Louback. A canção vencedora do Prêmio Rádio MEC de melhor Música Infantil de 2022 foi Dia de Cão, da compositora Juliani Carla Ribeiro.

A canção vencedora do Prêmio Rádio Nacional do Alto Solimões de melhor Música Regional de 2022, representando a região amazônica foi Turimã, escrita por Genário Manuel e o Prêmio Rádio Nacional de melhor Música Popular Brasileira (MPB) foi para a canção Medo, da compositora Taís Reganelli.

Os músicos vencedores conquistaram os troféus: Prêmio Rádio MEC de Melhor Música Clássica, Prêmio Rádio MEC de Melhor Música Instrumental, Prêmio Rádio MEC de Melhor Música Infantil, Prêmio Rádio Nacional do Alto Solimões de Melhor Música Regional, na região amazônica, e o Prêmio Rádio Nacional de Melhor Música Popular. 

Os apresentadores Dylan Araújo e Raquel Júnia foram os mestres de cerimônia da programação e do anúncio dos vencedores.

O diretor-presidente da EBC, Glen Lopes Valente durante Prêmio Rádio MEC 2022 na Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro

O diretor-presidente da EBC, Glen Lopes Valente durante Prêmio Rádio MEC 2022 na Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro – Tomaz Silva/Agência Brasil

O diretor-presidente da EBC, Glenn Valente, que assistiu à final, disse que a integração de todos os tipos de música das mais variadas regiões do país “mostra que a gente quer mostrar todos tipos de música”. “A EBC é essa ferramenta de disponibilizar essa plataforma de música seja por rádio, na TV, nas plataformas digitais, para mostrar que todo mundo tem a oportunidade de mostrar uma música de alta qualidade. Essa integração mostra que hoje é o Dia da Música e a gente está celebrando 100 anos de rádio no Brasil, então, é muita coisa legal que a gente consegue fazer porque nós estamos fazendo tudo ao mesmo tempo”, disse.

Glenn disse que esse festival mostra a integração de outras culturas do país, como os artistas que vieram do Alto Solimões para se apresentar no festival no Rio, só demonstra que os compositores do Norte do país apresentam uma música de alta qualidade, pois eles passaram por um filtro para estar se apresentando no festival. “Isso mostra que na EBC, independente da região em que você esteja, você vai ter condições de apresentar o seu trabalho”, disse.

Fonte: EBC Agência Brasil – Da Agência Brasil – acesse aqui.

Douglas Corrêa – Repórter da Agência Brasil

Leia também:

Empreendedores aprendem sobre inteligência emocional e alta performance em seminário de neurociência | ASN Roraima

Postado em 22 de julho de 2024

Lei institui 17 de setembro como Dia de Conscientização sobre Distrofia Muscular – Notícias

Postado em 22 de julho de 2024

Comunidades relatam “ouvidos atentos” para A Voz do Brasil

Postado em 22 de julho de 2024

Daniele Hypólito acende a pira olímpica na abertura da Etapa Final dos 51° Jogos Escolares de Roraima

Postado em 22 de julho de 2024