CASSAÇÃO DE JALSER

Centenas de pessoas lotam galerias da Assembleia Legislativa para acompanhar sessão

Corredores da Casa e área externa também foram tomados por quem queria ver de perto a votação
Divulgação/Fonte

Compartilhe:

Por Marilena Freitas

As galerias da Assembleia Legislativa de Roraima ficaram lotadas na manhã desta segunda-feira (28) por centenas de pessoas que foram acompanhar a sessão extraordinária em que se votou a cassação de Jalser Renier (SD), com base no Projeto de Resolução Legislativa nº 04/2022, por quebra de decoro parlamentar por conduta incompatível com o mandato. Renier (SD) foi cassado por 18 votos favoráveis.

 

A população também contou com a transmissão em tempo real feita pela TV Assembleia, canal 57.3, Rádio Assembleia, 98,3, e redes sociais do Parlamento (@assembleia). Houve também ampla cobertura da imprensa, com flashs da votação que se espalharam rapidamente nas redes.

 

A Casa Militar da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) estima que havia, somente nas galerias, que têm 373 assentos, cerca de 500 pessoas. A antessala também estava lotada, bem como o espaço reservado aos deputados, e os corredores da Casa Legislativa. Na frente da instituição, a votação também era acompanhada em um telão por centenas de cidadãos.

 

Os 16 deputados estaduais, que pediram a sessão extraordinária, chegaram juntos pela porta principal da Casa Legislativa, e foram ovacionados pela população que estava em frente ao Parlamento.

 

Com faixas, cartazes e vestidos de camiseta branca com a frase “Fora, Jalser”, a cada voto as pessoas aplaudiam e gritavam palavras de ordem. “Foi muito bom para o povo de Roraima. Foi na hora certa a cassação”, disse o autônomo Nonato Souza Silva.

 

A presidente da Associação de Mulheres Empreendedoras do Bairro Pedra Pintada, Nilmara Suely da Silva Melo, disse que acompanhou o processo de perto. “Estou muito feliz sabendo que os nossos deputados, nossos representantes ainda estão ouvindo a voz do povo. O povo bota e o povo tira”, afirmou Nilmara.

 

O servidor público William Evangelista questionou o posicionamento do ex-parlamentar no fim de semana ao fazer denúncias sobre a folha de pagamento do Parlamento. “Por que o Jalser resolveu delatar os colegas somente agora? Quer dizer que somente os nomes que ele divulgou são errados? Não tem ninguém do ‘povo’ dele? Ele foi omisso, por isso sou muito a favor da cassação”.

A estudante Maria Eduarda Morais, 15 anos, saiu do município de Bonfim com familiares e amigos para acompanhar de perto a votação. “O bem sempre vence. Viemos dar esse apoio moral para os deputados”, destacou.

Leia também:

Livro sobre Boinas Azuis da ONU será lançado no STJ

Postado em 31 de dezembro de 1969

Assembleia Legislativa aprova leis em favor da saúde mental da população roraimense

Postado em 3 de janeiro de 2022

Assembleia Legislativa continua a serviço da população durante recesso parlamentar

Postado em 3 de janeiro de 2022

Centro de Convivência da Juventude da Assembleia Legislativa retoma atividades

Postado em 4 de janeiro de 2022