Pesquisar

EXPOFERR 2023: “AGRODAY” apresenta soluções tecnológicas para o agronegócio roraimense | ASN Roraima

Divulgação/Fonte

Compartilhe:

Uma das programações do Agroday, explanação da tecnologia teletanque.

Promovendo um espaço de conexão e interação entre profissionais do agro e produtores rurais de Roraima, o “AGRODAY” marcou o quarto do dia do Sebrae Roraima durante a Expoferr 2023, com meetups, palestras e demonstrações de soluções desenvolvidas por startups que visam potencializar e fortalecer a inovação neste setor.

Movimentando o Pavilhão Integrado do Agronegócio, a ação foi iniciada com a palestra “Como utilizar de OKR para medir e acompanhar o sucesso de um produto”, que apresentou ao público esta ferramenta de planejamento que estabelece objetivos mensuráveis com o intuito de dar visibilidade e clareza para os negócios.

O palestrante, João Clineu, afirmou que o OKR é uma gestão de desempenho e definição de metas.

Joao Clineu com a palestra ”Como utilizar de OKR para medir e acompanhar o sucesso de um produto”.

“Saber a quantidade de insumos para produzir é um exemplo de situação que esse método pode facilitar, pois é um instrumento que simplifica a interpretação de entender o que foi investido e saber qual foi o retorno financeiro dessa demanda”, frisou.

Para deixar o ambiente mais dinâmico, os participantes foram divididos em equipes para montar um projeto com objetivo e três metas chaves. Ao final, cada grupo realizou sua apresentação, dentre eles, a agricultora Maria Ogena da Conceição Rock dos Santos, pontuou sua satisfação sobre a palestra.

“Minha renda familiar vem do que produzo, então esse momento foi uma oportunidade única porque esse suporte de informações vai me ajudar a aumentar minha produtividade e rendimento”, explicou a agricultora Maria.

A presidente da APROVIC 06 (Associação dos Produtores Rurais da Vicinal 06- Caroebe), Arlete Rosa Gobbi de Almeida, compartilhou que pretende construir uma cozinha na associação para aumentar a quantidade de doces feitos pelos produtores da região.

“Queremos que nossas mercadorias alcancem novos mercados e através deste momento de aprendizagem percebi que para isso acontecer, é necessário ter conhecimento e utilizar ferramentas que agregue valor aos produtos que fabricamos”, disse a presidente.

Empreender significa superar desafios e colocar em prática novas ideias, e foi com esse propósito que o “Meetup Encontro da Jornada Empreendedora” deu sequência a essa programação do “AGRODAY” com a participação do empresário e proprietário do “Açaí Gostoso” que contou sua trajetória com o empreendedorismo em um bate-papo de inspiração.

“Meetup Encontro da Jornada Empreendedora” teve participação da empresa “Açaí Gostoso”.

“Toda pessoa bem sucedida define o que quer e foca nisso, então a ideia era mostrar para esses produtores que empreender também é agro e que para construir um negócio de sucesso, é importante posicionar sua marca no mercado independentemente do setor no qual eles estão inseridos”, adicionou Wilson proprietário do Açaí Gostoso.

Mostrando que o campo traz um futuro cheio de oportunidades, os participantes também passaram pela palestra “A profissionalização do agroempreendedor” com o conselheiro rural, André Montenegro, que abordou sobre a capacidade de encontrar resultados no agronegócio, criando seu próprio empreendimento com novas visões.

/>

“Os nossos produtores devem enxergar sua fazenda ou sítio como uma empresa com personalidade própria, ou seja, devem separar suas finanças, estar regularizado e formalizado, pois isso é uma maneira de proteger seu patrimônio, reduzir gastos e lucrar”, declarou o palestrante.

Além disso, outro destaque desse dia foi a participação da startup “Teletanque: Tecnologia em Psicultura”, sistema que transforma informações qualificadas que otimizam a tomada de decisão e melhoram a produtividade e rentabilidade dos negócios por meio de um aplicativo que pode ser executado pelo celular ou computador.

Proprietária do Teletanque, Ana Brito.

“O diferencial dessa tecnologia é que ela orienta os produtores sobre a alimentação adequada dos peixes, pois a qualidade da água (temperatura) e quantidade de ração, são pilares bases para reduzir gastos e aumentar a produção de forma sustentável e sem desperdícios”, esclareceu a proprietária do Teletanque e palestrante, Ana Brito.

É uma solução de apoio, manejo e controle financeiro de criação de peixe que pode contribuir com o crescimento dessa cultura de maneira inovadora, tecnológica e rentável.

Programação do pavilhão ainda contou com ações dos parceiros para o publico presente.

ENCERRAMENTO DO ALI RURAL COM ENCONTRO COLETIVO É REALIZADO NO 4º DIA DA EXPOFERR

Aproveitando a programação, os participantes do segundo ciclo do ALI Rural visitaram o espaço do pavilhão integrado do agronegócio que reúne as seguintes instituições de fomento ao agro e economia do Estado: Faerr (Federação da Agricultura do Estado de Roraima), Fier (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Roraima), Sistema OCB (Organização das Cooperativas do Brasil) e Sebrae Roraima.

O Programa ALI Rural é destinado para empreendimentos do agronegócio que buscam inovação e desenvolvimento sustentável. Durante oito meses, um Agente Local de Inovação realiza um diagnóstico, apresenta soluções, acompanha a aplicabilidade realizada pelo produtor rural/ empresário e mensura os resultados por meio do aumento do faturamento ou redução de custos.

Itamira Soares, gestora do ALI, enfatiza que o AGRODAY foi o evento ideal para finalizar esse ciclo.

“Essa integração foi fundamental porque eles tiveram acesso a tudo que estava disponível na feira, desde inovação, tecnologia, financiamento e capacitações que deixou eles por dentro das novidades e tendências que estão em alta no ecossistema do agronegócio”, reforçou a gestora ALI.

A agricultora e participante do ALI Rural, Edileusa Costa Fernandes, comercializa hortaliças, molhos de pimentas e geleias. Ela explica que o programa impulsionou a produtividade do seu trabalho, imagem dos seus produtos, embalagens e planejamento de marketing tanto virtual quanto presencial com materiais que fortaleceram a presença da sua banca nas feiras que participa.

Agricultura atendida pelo programa ALI Rural, Edileusa Costa Fernandes comercializa hortaliças, molhos de pimentas e geleias.

“O ALI foi uma virada de chave para o meu negócio e encerrar esse momento com essas palestras e networking foi marcante porque tive a chance de conhecer outras trajetórias e ideias que vão colaborar com a ampliação do nosso trabalho e produção”, finalizou a participante.

Lei a notícia completa na Agência Sebrae de Notícias – Clique Aqui!

Leia também:

Agricultores aprendem a fazer pães e pizzas à base da farinha de batata doce produzida na região | ASN Roraima

Postado em 22 de julho de 2024

A Voz do Brasil chega aos 89 anos — Agência Gov

Postado em 22 de julho de 2024

Empreendedores aprendem sobre inteligência emocional e alta performance em seminário de neurociência | ASN Roraima

Postado em 22 de julho de 2024

Lei institui 17 de setembro como Dia de Conscientização sobre Distrofia Muscular – Notícias

Postado em 22 de julho de 2024